quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Curso Optativo “Etnomatemática, uma das implicações em sala de aula - diversidade cultural africana e afrobrasileira.”.

DIÁRIO OFICIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO – 10/9/2014 – CIDADE - PÁGINA 35
COMUNICADO Nº 1.468, DE 09 DE SETEMBRO DE 2014

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais, conforme o que lhe representou a Diretoria de Orientação Técnica/ Núcleo de Educação Étnico-racial, COMUNICA: a realização do Curso Optativo “Etnomatemática, uma das implicações em sala de aula - diversidade cultural africana e afrobrasileira.”.

I – JUSTIFICATIVA: Como o Brasil é um país formado por uma diversidade étnico-racial, existem diferentes modos de viver e olhares culturais diferenciados - os alunos trazem para a sala de aula ideias, e conhecimentos adquiridos no meio em que vivem, entretanto nem sempre se sentem representados na educação escolar. Esse fato apresenta-se como um desafio à educação matemática, que, de acordo com os PCNs, deve valorizar as diversas realidades socioculturais e, ao mesmo tempo preparar o aluno para que ele ultrapasse as barreiras do seu espaço social e se torne ativo na transformação de seu ambiente.  Determinados posicionamentos do professor definem sua pré-disposição para a aquisição do conhecimento que impacta na relação profissional, portanto, uma formação continuada de professores para as relações étnico-raciais, deve buscar contribuir para que o professor se veja como um eterno estudante, que assim o é no seu cotidiano de sala de aula: mobilizando conhecimentos, lendo, aprendendo mais para melhor ensinar e quiçá se assuma como um pesquisador.
Nesse sentido apresentamos a etnomatemática como um aporte para esse professor/pesquisador, contribuindo para questões, sobre manutenção, valorização, reconhecimento e aceitação de diferentes formas de explicar, entender e conhecer a produção, organização e difusão do conhecimento da cultura local e de outras.

II – OBJETIVOS:
- Dar continuidade à formação do professor, possibilitando, a partir da prática diária da sala de aula, adquirir saberes que favoreçam estruturar e reestruturar seus conhecimentos;
- Favorecer a prática reflexiva coletiva, por meio da socialização de conflitos;
- Aprimorar a troca dentro do espaço escolar, em especial, com os alunos.
- Despertar o olhar para a étnomatemática;
- Contribuir com a educação para as relações étnico-raciais na educação formal.  educação formal.

III - METODOLOGIA: O curso contará com carga horária de 16 horas, divididas 05 encontros semanais com duração de 3 horas cada. As aulas organizar-se-ão com exposição dialogada dos conteúdos, leitura compartilhada de excertos dos textos da bibliografia básica, utilização de recursos audiovisuais, reflexão e análise de material didático e planejamento de práticas pedagógicas.

IV - PÚBLICO ALVO: Supervisor Escolar, Diretor de Escola, Assistente de Diretor de Escola, Assistente Técnico de Educação I, Coordenador Pedagógico, Auxiliar Técnico de Educação, Professor de Educação Infantil, Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I, Professor de Ensino Fundamental II e Médio, Gestor de CEU, Coordenador de Ação Educacional, Coordenador de Ação Cultural, Coordenador de Ação de Esportes e Lazer, Coordenador de Projetos, Coordenador de Biblioteca. 

V - VAGAS: 50 (cinquenta) vagas.

VI - LOCAL: Secretaria Municipal de Educação – CONAE –
Diretoria de Orientação Técnica – Auditório – Rua Doutor Diogo de Faria, 1247 – Vila Clementino – São Paulo - SP

VII - DATAS: 17/09; 24/09; 01/10; 08/10; 15/10

VIII – HORÁRIO: das 19h30 às 22h30

IX - CARGA HORÁRIA: 15 horas presenciais, subdivididas em 05 encontros presenciais de 3 horas cada.

X – CONTEÚDOS:
1º Encontro:
- Apresentação;
- Questionário para identificação da turma;
- Acordos de convivência; ementa; metodologia;
- Leitura deleite;
- Vídeo: Os perigos de uma História única (30min);
- Apresentação;
- Impressões sobre o vídeo;
- Seminário abordando origem da etnomatemática e suas diversas dimensões (1h00);
- Apresentação do Seminário;
- Leitura do texto: Etnomatemática e Cultura local;
- Debate;
- Oficina: artefato brasileiro (45 min);
- Socialização/ Fechamento (15 min).
2º Encontro:
- Leitura deleite (5 min);
- Dinâmica: Jogo de imagem (10 min);
- Seminário abordando a etnomatemática com base na cultura africana e afrobrasileira e suas implicações na sala de aula (30 min);
- Oficina: Construção de um tecido adinkra (1h30m);
- Socialização: Amigo declarado (30 min);
- Avaliação – Construção de uma carta /Fechamento (15 min).
3º Encontro:
- Leitura deleite (5 min);
- Oficina: Construção de Jogos africanos (1h00);
- Escolha de atividades e jogos a serem aplicados nas suas turmas de acordo com a realidade do grupo e/ou professor (1h40);
- Divisão em grupos;
- Fazer em grupo, um plano de aula individual para aplicação nas turmas;
- Socialização;
- Avaliação/Fechamento (15 min).
4º Encontro:
- Leitura deleite;
- Aplicação de uma atividade escolhida no encontro anterior;
- Avaliação com as crianças acerca da aula.
5º Encontro:
- Leitura deleite (5 min);
- Socialização da atividade aplicada – seminário e/ ou roda de conversa dos professores acerca da aplicação das atividades ( 2h30m);
- Dinâmica a ser estudada após conhecer o grupo: Tempo individual para cada professor, aproximadamente 3 min. ou apresentação em bloco;
Fechamento (15 min).

XI - INSCRIÇÕES: período de 10/12/14 a 15/09/14, via email:
dotetnicoracial@prefeitura.sp.gov.br, informando: nome completo; RF; vínculo; RG; CPF; padrão; horário de trabalho; cargo e função; unidade de exercício e unidade de lotação.  A Inscrição estará sujeita à confirmação do setor, através de e-mail, até o dia 15/09/14 às 17h00. As vagas serão preenchidas de acordo com a ordem de chegada das mensagens, até que se esgote o prazo ou o número total de vagas, o que ocorrer primeiro.

XII - CERTIFICAÇÃO: Farão jus à certificação os participantes que obtiverem frequência mínima 100%.

XIII – OBSERVAÇÃO:
Não haverá dispensa de ponto.

XIV - ÁREA PROMOTORA: Secretaria Municipal de Educação – Diretoria de Orientação Técnica – Núcleo de Educação Étnico-racial.

OBS: os cursos são importantes para a evolução funcional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário