terça-feira, 17 de março de 2015

DRE - Curso:“ DISCUTINDO O CONHECIMENTO MATEMÁTICO PARA O ENSINO”

DIÁRIO OFICIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO – CIDADE - 17/03/2015 – PÁGINA 37
DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO - ITAQUERA
COMUNICADO Nº 36, DE 11 DE MARÇO DE 2015.

O Diretor Regional de Educação da Diretoria Regional de Educação Itaquera, no uso de suas atribuições legais, conforme o que lhe representou a Diretora da Divisão de Orientação Técnico-Pedagógica, COMUNICA a formação em horário de serviço do Curso:“ DISCUTINDO O CONHECIMENTO MATEMÁTICO PARA O ENSINO”, conforme segue:

JUSTIFICATIVA: O conhecimento matemático para o ensino refere-se a um tipo de conhecimento necessário para o professor poder desenvolver a sua "tarefa" de ensinar matemática. Uma abordagem de ensino fundamentada em discussões epistemológicas e/ou didático-pedagógicas de conceitos matemáticos pode propiciar a ampliação dos conhecimentos que os professores possuam acerca desses conceitos matemáticos. Assim sendo, apontamos a necessidade de oportunizar o estudo
a respeito das considerações sobre o Currículo e os direitos de Aprendizagem na área de Matemática, bem como, discutirmos sobre o processo de construção de conceitos, tal como se dá na escola, levando-se em conta as dificuldades reais vividas pelos alunos ou impostas pelos próprios conteúdos, bem como suas relações com o processo didático e abordagem do conceito.

OBJETIVO:
- Identificar e discutir sobre os obstáculos epistemológicos ou didáticos que impedem o aprendizado dos conteúdos matemáticos, referentes ao 4º e 5º anos.

CONTEÚDOS:
- Conhecimento matemático para o ensino;
- Obstáculos epistemológicos x obstáculos didáticos;
- A análise de erros em Matemática e seus desdobramentos sobre as aprendizagens.

METODOLOGIA: Os encontros formativos terão como princípio metodológico a dialogicidade, reflexão, tematização da prática e o registro na construção dos saberes necessários para a atuação do professor das séries iniciais do Ensino Fundamental, tendo como referencial teórico pesquisas, publicações de SME e outras sobre os conteúdos objetos dos encontros formativos.

PÚBLICO ALVO: Professores Regentes do 4º e 5º anos Ensino Fundamental, Coordenadores Pedagógicos e Supervisores Escolares, jurisdicionados à DRE- Itaquera.

CARGA HORÁRIA: 13 horas (a carga horária total será distribuída da seguinte maneira: 3 (três) encontros presenciais com 4h de duração e 1h não presencial que deverá ser dedicada à leitura do artigo que será indicado durante a realização da formação).

CRONOGRAMA:
Turma A:Horário: 8h às 12h
Dias: 17/03; 14/04; 12/05
Turma B: Horário: 13h30m às 17
Turma C: Horário: 8h às 12h
Dias: 24/03; 28/04; 02/06
Turma D:: Horário: 13h30m às 17h30m
Dias: 24/03; 28/04; 02/06
Turma E: Horário: 8h às 12h
Dias: 07/04; 05/05; 09/06
Turma F: Horário: 13h30m às 17h30m
Dias: 07/04; 05/05; 09/06
Observação: Turmas com menos de 40% das inscrições poderão ser reagrupadas.

LOCAL DE REALIZAÇÃO DO CURSO: CEU Aricanduva (Sala de web conferência - UAB) - Rua Olga Fadel Abarca, s/n - Jardim Santa Terezinha - São Paulo – SP REGENTES: Profa. Ms. Etienne Lautenschlager R.F: 772.778.0

AVALIAÇÃO: Serão considerados como instrumentos de avaliação os registros de participação, as devolutivas das tarefas propostas e o registro de um projeto em processo na Unidade

CERTIFICAÇÃO: Farão jus ao certificado os participantes que obtiverem a frequência e participação de 100% e apresentarem o projeto proposto no curso.

INSCRIÇÕES: As inscrições deverão ser realizadas por meio do preenchimento do formulário disponível no seguinte endereço: http://goo.gl/GGnLlE  O interessado receberá um email de confirmação da inscrição. As vagas serão preenchidas obedecendo à ordem de recebimento.

TOTAL DE VAGAS: 37 (trinta e sete), sendo 30 (trinta) para Professores, 5 (cinco) para Coordenadores Pedagógicos e 2 (duas) para Supervisores Escolares, em cada turma.

DESDOBRAMENTOS DA AÇÃO FORMATIVA NA UNIDADE DE EXERCICIO DO/A EDUCADOR/A: Aos educadores compete a responsabilidade de contribuir e problematizar as práticas educativas nas Unidades, fortalecendo a articulação no Projeto Político Pedagógico.

ÁREA PROMOTORA / COORDENAÇÃO: DRE ITAQUERA/ DOT-P
RESPONSÁVEL: Mônica Maria Chaves de Souza R.F:580.873.1

BIBLIOGRAFIA:
SÃO PAULO (Cidade). Secretaria de Educação de São Paulo. Diretoria de Orientação Técnica. Orientações gerais para o ensino de Matemática. São Paulo: SME/DOT,2006.
CURY, H. N. Retrospectiva histórica e perspectivas atuais da análise de erros em educação matemática. Zetetiké, v.3, n. 4, p. 39-50, nov. 1995




OBS: os cursos são importantes para a evolução funcional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário