sábado, 4 de julho de 2015

CURSO OPTATIVO EDUCOMUNICAÇÃO SOCIOAMBIENTAL NAS ESCOLAS.

DIÁRIO OFICIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO – CIDADE - 03/09/2015 – PÁGINA 33
RETIFICAÇÃO DO COMUNICADO Nº 944, DE 03 DE JULHO DE 2015,
PUBLICADO NO DOC DE 04 DE JULHO DE 2015, PÁG. 72
INCLUA-SE: DRE SÃO MIGUEL –


TURMA 3A Datas: 16/07 e 17/07/2015 Quinta e Sexta -feira : 09:00 às 16:00h Regência: Carmen Lúcia Melgues Elias Gattás e Isabel Pereira dos Santos
.......................................
DIÁRIO OFICIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO – CIDADE - 04/07/2015 – PÁGINA 72
GABINETE DO SECRETÁRIO COMUNICADO Nº 944, DE 03 DE JULHO DE 2015.

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais, conforme o que lhe representou a Diretoria de Orientação Técnica, COMUNICA aos educadores da Rede Municipal de Ensino de São Paulo a realização do CURSO OPTATIVO EDUCOMUNICAÇÃO SOCIOAMBIENTAL NAS ESCOLAS.

Justificativa: A educomunicação aproxima-se da educação ambiental crítica ao promover a reflexão e a prática sobre processos coletivos de produção e compartilhamento de conhecimentos. Essa aproximação já se delineava no artigo 14º do Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global, fruto do Fórum Global organizado pela sociedade civil durante a Rio-92. E, no Brasil, ela se evidencia também em ações e programas do governo federal, como: a Estratégia Nacional de Comunicação e Educação Ambiental (ENCEA), lançada em 2011 pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o programa Escolas Sustentáveis, desenvolvido desde 2012 em caráter piloto pelo Ministério da Educação (MEC). Os meios de comunicação de massa (como rádio e TV) e a internet são a principal fonte de informação sobre temáticas ambientais de parte significativa dos docentes brasileiros. A educomunicação, ao trabalhar com leitura crítica da mídia e dos discursos ambientais que nela circulam, pode contribuir para problematizar e contextualizar os conteúdos apreendidos por esses educadores. Para além disso e não menos importante: nas práticas colaborativas de produção e divulgação de conteúdos próprios, a educomunicação exercita o diálogo de saberes e incentiva o engajamento crítico de estudantes e professores com o seu território.

Objetivos: Incentivar práticas educomunicativas que promovam o debate sobre e o exercício da sustentabilidade nas escolas. Esse objetivo geral se desdobra nos seguintes objetivos específicos: a) Apresentar e debater as interfaces entre a educomunicação e a educação ambiental; b) Apresentar e debater boas práticas de educomunicação socioambiental, com foco em experiências escolares; c) Problematizar o conceito de sustentabilidade, mostrando seu histórico e seus diferentes significados e projetos políticos em disputa; d) Compartilhar técnicas e temáticas do chamado jornalismo ambiental, colaborando com a produção de pautas e com o mapeamento de fontes relativas à sustentabilidade (com foco na cidade de São Paulo).

Metodologia: O curso mesclará momentos expositivos dialogados com exercícios individuais e em grupo, trabalhando com o formato de oficina colaborativa. A cada encontro, serão apresentados novos conceitos e ferramentas aos participantes, fazendo uso de estímulos audiovisuais que facilitem a apropriação desse conteúdo e incentivem o debate sobre ele. Ao longo dos encontros, os professores desenvolverão atividades que lhes permitirão vivenciar as práticas apresentadas e, ao mesmo tempo, lhes darão subsídios para criar ou fortalecer ações e projetos de educomunicação socioambiental em suas escolas.

Conteúdo: Convergências entre educomunicação e a educação ambiental e o campo da educomunicação socioambiental; histórico do conceito de sustentabilidade e seus significados em disputa; o conceito de escolas sustentáveis e os seus três eixos; a catedos discursos ambientais modernos; técnicas e fontes para construção de pauta, roteiro de entrevistas e apuração jornalística ligadas a temáticas socioambientais; princípios e diretrizes da transparência pública e do acesso à informação ambiental.

Público Alvo: Professor de Educação Infantil, Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I, Professor de Ensino Fundamental II e Médio e dos Centros de Educação e Cultura Indígena (CECIs), Coordenador Pedagógico, Diretor Escolar, Supervisor Escolar e Gestor de Centros Educacionais Unificados.

Carga Horária: 12 horas presenciais, sendo 2 encontros de 6 horas, com uma hora de intervalo.

Programação: DRE – Capela do Socorro (Turma 1) Quintas e sextas-feiras: 09:00 às 16:00h Datas: 16/07/15 e 17/07/15 Local: Laboratório de informática DRE Capela do Socorro, Rua Monte Carlo, nº 25 – Veleiros. DRE– Pirituba (Turma 2) Quintas e sextas-feiras: 09:00 às 16:00h

Datas: 16/07/15 e 17/07/15
Local: Laboratório de informática DRE Pirituba, Rua Aurélia, nº 996 – Vila Romana DRE São Miguel – (Turma 3) Terças e quartas-feiras: 09:00 às 16:00 h

Datas: 14/07/15 e 15/07/15 Local: Laboratório de informática educativa da DRE São Miguel, Avenida Nordestina, n º 747 – São Miguel

Regência: Thaís Brianezi Ng, Carmen Lúcia Melges Elias Gattás e Débora Menezes Recursos: sala de informática, sala para dinâmicas com cadeiras móveis + computador + internet + data-show e café.

Avaliação: A avaliação em relação ao aproveitamento do curso será feita no andamento das atividades, pois o processo de produção é avaliativo, mediante acompanhamento e revisão dos exercícios de produção.

Certificados: Haverá certificado para os professores que obtiverem conceito “S” (Satisfatório) ou “P” (Plenamente Satisfatório),frequência igual a 100% e produção de material ao final do curso. Inscrições: As inscrições serão realizadas a partir do dia 03 de julho, enquanto durarem as vagas, através do site do Programa Nas Ondas do Rádio http://portal.sme.prefeitura.sp.gov.br/inscricoes  


Número de vagas: 30 vagas por turma, sendo no máximo 2 inscrições por unidade educacional, salvo quando não completarem o número mínimo de vagas. Cancelamento de participação, regras no site de inscrição. Área Promotora: DOT - Programa Nas Ondas do Rádio 

Nenhum comentário:

Postar um comentário