segunda-feira, 30 de novembro de 2015

CURSO EDUCAÇÃO POPULAR, IDENTIDADES, CULTURAS E MEMÓRIAS

DIÁRIO OFICIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO – CIDADE - 01/12/2015 – PÁGINA 38
DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO - CAMPO LIMPO
COMUNICADO Nº 71, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2015.

O DIRETOR REGIONAL DE EDUCAÇÃO, NO USO DE SUAS ATRIBUIÇÕES LEGAIS, CONFORME LHE REPRESENTOU A DIVISÃO DE ORIENTAÇÃO TÉCNICA PEDAGÓGICA. COMUNICA A REALIZAÇÃO DO CURSO EDUCAÇÃO POPULAR, IDENTIDADES, CULTURAS E MEMÓRIAS, CONFORME ESPECIFICAÇÕES A SEGUIR:

I - JUSTIFICATIVA: A EDUCAÇÃO NÃO É UMA PRÁTICA NEUTRA, SOBRETUDO QUANDO PRETENDEMOS A QUALIDADE SOCIAL DA EDUCAÇÃO. PORTANTO A PRESENTE PROPOSTA SE JUSTIFICA PELO CARÁTER ELUCIDATIVO A RESPEITO DOS CONCEITOS DE IDENTIDADE CULTURAL, MEMÓRIA E EDUCAÇÃO POPULAR, NUMA PERSPECTIVA CONTRA HEGEMÔNICA E POSSIBILITADORA DE REFLEXÕES ACERCA DAS REALIDADES NAS QUAIS NOSSOS(AS) EDUCANDOS ESTÃO INSERIDOS.

II - OBJETIVOS: CONSTRUIR COLETIVAMENTE A COMPREENSÃO ACERCA DOS CONCEITOS DE IDENTIDADE, CULTURA POPULAR, EDUCA- ÇÃO POPULAR E MEMÓRIA. POSSIBILITAR A ARTICULAÇÃO ENTRE AS REALIDADES VIVENCIADAS NO TERRITÓRIO DE CAMPO LIMPO E AS ESCOLHAS EM TORNO DO CURRÍCULO; OBTER POR MEIO DO CONTATO COM A EXPERIÊNCIA DO MST UMA NOÇÃO DAS ARTICULAÇÕES ENTRE IDENTIDADE, CULTURAS, MEMÓRIAS E CURRÍCULO, DESTACANDO AS INTENCIONALIDADES E POSICIONAMENTOS.

III - CONTEÚDO: EDUCAÇÃO POPULAR: A EXPERIÊNCIA DO MST; EDUCAÇÃO POPULAR: PROSPECÇÃO PARA A REGIÃO DE CAMPO LIMPO/PERIFERIA DA ZONA SUL DE SÃO PAULO; ESTUDOS CULTURAIS; A PLURALIDADE DAS CULTURAS; CULTURA POPULAR/ CONTRA HEGEMÔNICA E SUA RELAÇÃO COM A EDUCAÇÃO; IDENTIDADES CULTURAIS; EDUCAÇÃO NO CAMPO E NAS CIDADES; (FLORESTAN FERNANDES): TRAJETÓRIA E PENSAMENTOS.

IV - METODOLOGIA: LEITURA DE TEXTOS, VÍDEOS E ANÁLISES DE DISCURSOS; DIÁLOGOS E VIVÊNCIAS; APRESENTAÇÃO DE PRÁTICAS E TROCA DE EXPERIÊNCIAS.

V - PÚBLICO ALVO: AGENTE DE APOIO, AGENTE ESCOLAR, ASSIST. TÉCNICO DE EDUCAÇÃO I, ASSIST. DE DIRETOR DE ESCOLA, ASSIST. TÉCNICO ADMINISTRATIVO, AUX. ADM. DE ENSINO, AUX. DE DESENVOLVIMENTO INFANTIL, AUX. TÉCNICO DE EDUCAÇÃO, COORD. DE AÇÃO CULTURAL / EDUCACIONAL, COORD. DE ESPORTES E LAZER, COORD. PEDAGÓGICO, DIRETOR DE ESCOLA, ESPECIALISTA EM INF. TÉC, CULT. E DESP. - BIBLIOTECA, ESPECIALISTA EM INF. TÉC. CULT. E DESP. - ED. FÍSICA, GESTOR - CEU, ANAL. DE SAÚDE, PROF. BANDAS E FANFARRAS, PROF. DE EDUCAÇÃO INFANTIL, PROF. ED. INFANTIL E ENS. FUND. I, PROF. E.F. II E MÉ- DIO, SECRETÁRIO DE ESCOLA, SUPERVISOR ESCOLAR

VI - CARGA HORÁRIA TOTAL: 12 HORAS

VII - CRONOGRAMA: 12/12/2015, 19/12/2015 (SÁBADO) - 08H ÀS 14H LOCAL: DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO CAMPO LIMPO - AVENIDA JOÃO DIAS, 3763 - JD SANTO ANTONIO.

VIII - TOTAL DE VAGAS:50 VAGAS

IX - REGENTES: SANDRA APARECIDA PORTUENSE DE CARVALHO; LUIZ CARLOS LUNA CHORRO E ROSANA SANTOS.

X- CERTIFICAÇÃO: TERÁ DIREITO AO CERTIFICADO OS PARTICIPANTES QUE OBTIVEREM FREQUÊNCIA MÍNIMA DE 100% E APROVEITAMENTO SATISFATÓRIO (S).

PERÍODO: DE 09/12/2015 A 11/12/2015

XII- ÁREA PROMOTORA:DOT-P/ DRE - CAMPO LIMPO

DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO - CAMPO LIMPO

sábado, 28 de novembro de 2015

CURSO “Juventude Migrante latino-americana no Cinema Contemporâneo”

Recebi por e-mail...   Inscrições à partir das 14:00 de 01/12
http://bit.ly/1IgQNr5



DIÁRIO OFICIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO – CIDADE - 28/11/2015 – PÁGINA 42
COMUNICADO Nº 1.619, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2015.

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais, conforme o que lhe representou a Diretora da Diretoria de Orientação Técnica por meio do Núcleo de Educação Étnico-racial Comunica a realização do CURSO “Juventude Migrante latino-americana no Cinema Contemporâneo” , conforme especificações a seguir: I - Justificativa: A cidade de São Paulo tem recebido, nas últimas décadas, de alunos das mais diversas origens nacionais, o que demanda ações de formação continuada que possibilitem a reflexão sobre práticas pedagógicas de valorização da diversidade. A II Mostra Cultural “Dezembro Imigrante/2015” que tem como tema “Educação e Imigração na cidade de São Paulo: garantindo os direitos de aprendizagem a partir de uma prática pedagógica antirracista, antixenofóbica e Intercultural” é uma ação formativa destinada a discutir a presença imigrante nas unidades educacionais, propiciando o diálogo entre a escola e as demandas da sociedade. O curso “Juventude Migrante latino-americana no Cinema Contemporâneo” está estruturado em formato de cineclube e, a partir do nosso continente, propõe o debate sobre as representações de juventude presentes nas obras fílmicas, estabelecendo comparações entre as diferentes realidades latinoamericanas. Serão projetados filmes que colocam jovens de várias regiões do continente americando, abordando as distintas identidades migrantes, como protagonistas e que assumem suas ações como maior pauta narrativa. As juventudes conectam-se pela pertença a um mesmo largo espaço geográfico e também pelas suas deslocações por este e por outros espaços. Assim, para além de pensar nessa juventude presente na sala de aula, a consideraremos também noutros espaços igualmente determinantes para sua formação e transformação identitária.

II - Objetivos: - Apresentar produções audiovisuais latino-americanas, com o intuito de descentralizar o enfoque sobre o cinema hegemônico, oferecendo uma programação que traga obras cinematográficas realizadas noutras áreas geográficas, na América Latina, e sob outras formas de produção que não a industrial, comercial e/ou televisiva, mas sim a comunitária, coletiva e popular. - Estimular a criação de um espaço que proponha a discussão dos temários da migração através da recepção cinematográfica e da discussão coletiva. - Aproximar as professoras e professores de visualidades que tragam desafios, resistências e vias de integração do jovem migrante na cidade através da contemplação estética, intelectual e afetiva própria da percepção artística. - Incentivar a criação partilhada de ferramentas de análise fílmica que desconstruam as imagens sequenciadas e os discursos sociais normalmente associados às populações migrantes. - Abordar o filme como obra criativa, passível de ser desconstruída e assumida como meio de produção de conhecimento intelectual e relacional, apontando possibilidades pedagógicas para o uso do cinema como mediador do processo ensino-aprendizagem.

III - Conteúdo: O contexto migratório paulistano, seus reflexos no espaço escolar municipal e seus desafios. A diversidade dos sujeitos migrantes, com o recorte das culturas juvenis, através das relações raciais e de gênero. Discussão sobre o conceito de Migração e sua articulação com as variantes de infância, família e acesso a direitos sociais.

IV - Metodologia: Aulas expositivas, apresentação de produções audiovisuais, atividades de compreensão conceitual, reflexão e análise de situações-problema envolvendo o público imigrante.

V - Público Alvo: Supervisor escolar, Diretor de escola, Assistente de Diretor de Escola, Assistente Técnico de Educação I, Coordenador pedagógico, Auxiliar Técnico de Educação, Agente escolar, Professor de Educação Infantil, Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I, Professor de Ensino Fundamental II e Médio, Gestor de CEU, Coordenador de Ação Educacional, Coordenador de Ação Cultural, Coordenador de Ação de Esportes e Lazer, Coordenador de Projetos, Coordenador de Biblioteca.

VI - Carga Horária Total: 12 horas distribuídas em 4 (quatro) encontros de três horas.

VII - Cronograma: Datas:
Aula 01: 07/12 (segunda-feira) - A variedade de sujeitos migrantes, a partir da exibição do longa-metragem ficcional Jaula de Oro (Diego Quemada Diez, México, 2013) seguida de conversa sobre, de causas e caminhos, sobre aquilo que os leva a sair e a direcionar-se, sobre o enfoque juvenil, de gênero e étnico. Leitura de trechos de Néstor García Canclini (Leitores, espectadores e internautas) e Jacques Rancière (Espectador Emancipado).
Aula 02: 08/12 (terça-feira) – Análise da relação entre identidades étnico-culturais e as transformações impostas pela migração, pela deslocação geográfica, cultural e social a partir da exibição do longa-metragem híbrido Gregório (Grupo Chaski, Peru, 1984). Debate sobre a migração e suas variantes. Conceito de “transculturação” a partir da leitura de trechos da obra do cubano Fernando Ortiz (Contrapunteo cubano del tabaco y del azucar), relacionando o impacto e a confluência das identidades indígena quéchua e urbana limeña em Gregório, entre a identidade de partida e de chegada.
Aula 03: 09/12 (quarta-feira) - Debate sobre as migrações internas na Colômbia e no Brasil, sobre a sedimentação da xenofobia e racismo, apoiado pela leitura de excertos da obra “Peles Negras, Máscaras Brancas”, do caribenho Frantz Fanon e da obra “Por uma outra globalização”, de Milton Santos.Exibição do longa-metragem ficcional La Playa D.C. (Juan Andrés Arango, Colômbia, 2012) seguida de Projeção dos vídeos Vizyon Rap, Os Escolhidos, Coral K.C.C. e Joel Brasta (Visto Permanente, Brasil, 2015) de maneira a trazer a presença dos imigrantes negros para a realidade brasileira e paulistana.
Aula 04- 10/12 (quinta-feira) - Exibição dos curtas-metragem ficcional e documental “Cuando Llegaré” (Oficina Popular de Audiovisual Latino-americano, Brasil, 2014) e “100% Boliviano, Mano” (Luciano Onça, Brasil, 2013), seguida de conversa sobre o contexto migratório paulistano, seus reflexos no espaço escolar municipal e seus desafios. Análise da diversidade cultural das comunidades migrantes residentes na cidade de São Paulo. Horário: das 19h00 as 22h00.

VIII - Total de Vagas: 50 (cinquenta vagas) destinadas a profissionais que atuem na nas unidades educacionais jurisdicionadas na DRE Campo Limpo. Havendo vagas remanescentes, elas serão destinadas a servidores que atuem nas demais Diretorias Regionais de Educação.

IX - Regentes:. Profa. Mestre Cristina Branco de Sousa.

X - Local: CEU Casablanca, UAB. Endereço: Rua João Damasceno, 85 - Jardim São Luís, São Paulo.

XI- Certificação: Farão jus ao Certificado os participantes que obtiverem 100% de frequência e que participarem das atividades propostas durante as aulas.

XII - Inscrições (local, horário, documentos necessários): Os interessados em inscrever-se no curso deverão preencher o formulário com os seguintes dados: Nome completo; RF; Vínculo; RG; CPF; Padrão; Cargo e função; Unidade de exercício e Unidade de lotação, a partir da data de publicação até se esgotarem as vagas, através do link http://bit.ly/1IgQNr5 


XIII   - Área promotora: SME/DOT/Núcleo de Educação Étnico-racial em parceria com a Diretoria Regional de Educação - Campo Limpo.

CURSO “Territórios de Identidade e memória: os museus como espaços de aprendizagem e valorização da diversidade”

DIÁRIO OFICIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO – CIDADE - 28/11/2015 – PÁGINA 43
COMUNICADO Nº 1.620, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2015.

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais, conforme o que lhe representou a Diretora de Orientação Técnica Comunica a realização do CURSO “Territórios de Identidade e memória: os museus como espaços de aprendizagem e valorização da diversidade” , conforme especificações a seguir:

I - Justificativa: A cidade de São Paulo tem recebido, nas últimas décadas, alunos das mais diversas origens nacionais, o que demanda ações de formação continuada que possibilitem a reflexão sobre práticas pedagógicas de valorização da diversidade. A II Mostra Cultural “Dezembro Imigrante/2015” que tem como tema “Educação e Imigração na cidade de São Paulo: garantindo os direitos de aprendizagem a partir de uma prática pedagógica antirracista, antixenofóbica e Intercultural” é uma ação formativa destinada a discutir a presença imigrante nas unidades educacionais, propiciando o diálogo entre a escola e as demandas da sociedade. O curso “Territórios de Identidade e memória: os museus como espaços de aprendizagem e valorização da diversidade” tem por propósito instrumentalizar os educadores da Rede Municipal de Ensino sobre as potencialidades do uso dos espaços e acervos culturais presentes na cidade de São Paulo. A utilização desses equipamentos é uma forma democrática de difusão e uma interessante ferramenta de utilização didático-pedagógica. Ainda que não tenhamos uma distribuição equilibrada desses equipamentos, o conhecimento da história e de artefatos (museus, centros culturais, etc.), se torna um meio interessante para a compreensão do outro e de sí, e do que é musealizado, historicizado além de ser territórios de expressão e de linguagens da cultura.

II - Objetivos: - Conhecer, difundir e utilizar os aparelhos públicos – museus- como mediadores de aprendizagens, com vistas a promover uma educação que se paute na valorização das memórias das mais distintas temporalidades e diversidades étnicas e raciais. - Incluir abordagens referentes à Educação Patrimonial nos projetos político-pedagógicos, como fundamento educativo promotor da democratização do acesso à cultura. - Articular conceitualmente a produção cultural vivenciada nos espaços visitados ao contexto migratório contemporâneo, visando a construção de saberes e a imersão em culturas que partilham o espaço urbano paulistano.

III - Conteúdo: A educação como forma de ampliar as ações de interação e de trocas entre culturas e suas manifestações. Os lugares de memória e os chamados equipamentos culturais e seus referentes no espaço urbano. Procedimentos didático-pedagógicos em conteúdos curriculares, para a compreensão da interculturalidade como riqueza e fortalecimento e não como diferença e separação. Apropriação de sistemas de representação e repertórios historicamente construídos viabilizando a utilização dos espaços públicos com propriedade e compreensão de sua formatação e formas de interagir.

IV - Metodologia: Aulas expositivas, visitas monitoradas a espaços culturais, atividades de compreensão conceitual, reflexão e análise dos espaços vivenciados.

V - Público Alvo: Professor de Educação Infantil, Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I, Professor de Ensino Fundamental II e Médio, Coordenador Pedagógico, Diretor de Escola, Assistente de Diretor de Escola, Assistente Técnico de Educação l, Auxiliar Técnico de Educação, Agente Escolar, Secretário de Escola, Supervisor Escolar.

VI - Carga Horária Total: 12 horas distribuídas em 3 (três) encontros de quatro horas.

VII - Cronograma: Horário: 18h30 às 22h30 Datas:
Aula 01: 10/12 (quinta-feira) - Apresentação e discussão do conceito de interculturalidade, compreendido como riqueza e fortalecimento.
Aula 02: 11/12 (sexta-feira) - Visita Monitorada ao Museu da Imigração. Discussão sobre as correntes migratórias históricas e os espaços de memória.
Aula 03: 12/12 (sábado) - Visita Monitorada ao Memorial da América Latina (Pavilhão de Criatividade, Salão de Atos, Galeria), percebendo os registros culturais presentes no espaço e a utilização desse como instrumentos de socialização dos imigrante sna atualidade.

VIII - Total de Vagas: 50 (cinquenta vagas) destinadas aos profissionais que atuam na nas unidades educacionais jurisdicionadas na DRE Penha. Havendo vagas remanescentes, as mesmas poderão ser destinadas a servidores que atuam nas demais Diretorias Regionais de Educação.

IX - Regentes:. Profa. Dra. Adriana Cecília Gianvecchio Santos.

X - Local: As aulas acontecerão em espaços distintos, conforme segue:
Primeira aula: 12/10: Auditório da DRE Penha. Endereço: Rua Apucarana, 215 - Tatuapé, São Paulo – SP;  (obs... ACHO QUE DIGITARAM INVERTIDO...)
Segunda aula: 11/12 - Museu da Imigração: R. Visconde de Parnaíba, 1.316 - Mooca, São Paulo - SP;
Terceira aula: 12/12 - Memorial da América Latina. Endereço: Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664 - Barra Funda, São Paulo.

XI- Certificação: Farão jus ao Certificado os participantes que obtiverem 100% de frequência e que participarem das atividades propostas durante as aulas.

XII - Inscrições: Os interessados em inscrever-se no curso deverão preencher o formulário com os seguintes dados: Nome completo; RF; Vínculo; RG; CPF; Padrão; Cargo e função; Unidade de exercício e Unidade de lotação, a partir da data de publicação até se esgotarem as vagas, através do link http://etnicorracial.blogspot.com.br/  .


XIII- Área promotora: SME/DOT/Núcleo de Educação Étnico-racial em parceria com a Diretoria Regional de Educação - Penha.

CURSO “Imigração Caribenha em São Paulo

DIÁRIO OFICIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO – CIDADE - 28/11/2015 – PÁGINA 43
COMUNICADO Nº 1.621, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2015.

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais, conforme o que lhe representou a Diretora de Orientação Técnica Comunica a realização do CURSO “Imigração Caribenha em São Paulo: aportes históricos, literários e Audiovisuais para uma prática pedagógica antirracista e antixenofóbica”, conforme especificações a seguir:

I - Justificativa: Historicamente o fluxo migratório de pessoas oriundas do Caribe – Cuba, Martinica, Trinidad e Tobago e República do Haiti - no Brasil, não é expressivo contudo, diante da crise humanitária pela qual passa a República do Haiti decorrente, entre outros fatores, pelo terremoto que assolou o país no ano de 2010, o Brasil tem apontado como uma possibilidade de reconstrução de vida e reinserção no mundo do trabalho. De acordo com dados (janeiro de 2015) da Polícia Federal na cidade de São Paulo, o órgão concedeu cerca de 4.466 vistos humanitários para haitianos contudo, as organizações sociais que atuam no acolhimento a essas pessoas, acreditam que esse número é bem maior, estimado em cerca de 40.000 mil pessoas. Os dados do sistema de gerenciamento de matrículas revelam que, das cerca de 60 matrículas de alunos de origem caribenha, a maioria é de nacionalidade haitiana. Nos últimos tempos, foram publicizadas através da mídia diversas situações de violência a que os imigrantes haitianos foram vítimas, o que explicita a relação interligada entre Racismo e Xenofobia – decorrente da composição étnica. Nesse sentido, a oferta desse curso articula-se com a necessidade de promoção de uma formação continuada que reflita sobre as demandas sociais e ancore a construção de práticas pedagógicas antirracistas e antixenofóbicas, de modo a propiciar uma educação que possibilite a compreensão, promoção e garantia dos direitos humanos. O curso se insere na programação da II Mostra Cultural “Dezembro Imigrante nos CEUs/2015”, que tem como eixo norteador a “Educação e Imigração na cidade de São Paulo: garantindo os direitos de aprendizagem a partir de uma prática pedagógica antirracista, antixenofóbica e Intercultural.”

II - Objetivos: - Apresentar um panorama dos fluxos migratórios contemporâneos na cidade de São Paulo, com destaque para as características da migração caribenha; - Estimular reflexões éticas sobre direitos humanos, refletindo sobre o papel da educação para a garantia de direitos; - Propiciar discussões que contribuam para instrumentalizar os profissionais de ensino, criando estratégias de combate aos estereótipos e preconceitos em relação aos estudantes imigrantes afrodiaspóricos; - Refletir sobre a diversidade cultural caribenha, através da análise de obras literárias, produção audiovisual, e fontes históricas;

III - Conteúdo: Panorama da Imigração caribenha em São Paulo e a estreita ligação entre o Racismo e a Xenofobia. Processo de independência de Saint Domingue (Haiti), baseado na análise da obra "Os Jacobinos Negros" de C.L.R. James. Produção Literária do Caribe. Apropriação das produções Audiovisuais do Caribe. Os processos e os fluxos migratórios para o Brasil em perspectiva comparada: chegada e permanência de estrangeiros no Brasil: Desejados X Indesejados.

IV - Metodologia: Aulas expositivas, apresentação de situações-problema que dialogam com a realidade dos imigrantes caribenhos em São Paulo. Análise bibliográfica e audiovisual para mediar às discussões em relação ao tema.

V - Público Alvo: Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I, Professor de Ensino Fundamental II e Médio, Coordenador Pedagógico, Diretor de Escola, Assistente de Diretor de Escola, Auxiliar Técnico de Educação, Agente Escolar, Secretário de Escola, Supervisor Escolar, Assistente Técnico de Educação.

VI - Carga Horária Total: 12 horas distribuídas em 4 (quatro) encontros de três horas.

VII - Cronograma: Datas:
Aula 01: 07/12 (segunda-feira) – Apresentação do curso: panorama da Imigração caribenha no Brasil – especialmente haitiana- e essa presença na Rede Municipal de ensino. Conceitos de Migração, Refúgio e Direitos Sociais.
Aula 02: 08/12 (terça-feira): Processo históricos do Caribe: análise do processo de independência de Saint Domingue (Haiti), baseado na análise da obra "Os Jacobinos Negros".
Aula 03: 09/12: Produção Literária do Caribe: a criação literária como um fio condutor para as representações.
Aula 04: 11/12: Produções Audiovisuais afrodiásporicas.
Horário: das 19h00 as 22h00.

VIII - Total de Vagas: 50 (cinquenta vagas) destinadas aos profissionais que atuam na nas unidades educacionais jurisdicionadas na DRE Ipiranga. Havendo vagas remanescentes, as mesmas poderão ser destinadas a servidores que atuam nas demais Diretorias Regionais de Educação.

IX - Regentes: Profª Mestre Liliane Pereira Braga, Profº Dra. Heloisa Pires de Lima, Prof. Dr. José Rodrigues Mao Junior, Profª Mestre Adriana de Carvalho Alves e Profª Mestre Cristiane Santana Silva.

X - Local:: Auditório DRE Ipiranga: Rua Leandro Dupret, 525.Vila Clementino, São Paulo.

XI- Certificação: Farão jus ao Certificado os participantes que obtiverem de 100% de frequência e que participarem das atividades propostas durante as aulas.

XII - Inscrições (local, horário, documentos necessários): Os interessados em inscrever-se no curso deverão preencher o formulário com os seguintes dados: Nome completo; RF; Vínculo; RG; CPF; Padrão; Cargo e função; Unidade de exercício e Unidade de lotação, a partir da data de publicação até se esgotarem as vagas, através do link http://goo.gl/forms/BQ2YJ10i7X  .


XIII- Área promotora: SME/DOT/Núcleo de Educação Étnico-racial em parceria com a Diretoria Regional de Educação - Ipiranga. 

CURSO “Imigração e língua espanhola nas escolas públicas municipais de São Paulo”

DIÁRIO OFICIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO – CIDADE - 28/11/2015 – PÁGINA 43
COMUNICADO Nº 1.622, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2015.

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais, conforme o que lhe representou a Diretora de Orientação Técnica Comunica a realização do CURSO “Imigração e língua espanhola nas escolas públicas municipais de São Paulo”, conforme especificações a seguir:

I - Justificativa: A cidade de São Paulo tem recebido, nas últimas décadas, uma quantidade expressiva de alunos e famílias com ascendência hispano americana e, nesse cenário, DRE Jaçanã/Tremembé se destaca neste acolhimento contudo, verifica a concentração em alguns territórios, especialmente nas unidades educacionais localizadas na região de V. Maria/Guilherme e Medeiros. De acordo com dados de gerenciamento de matrículas, das 750 matrículas de alunos imigrantes, cerca de 360 estão matriculados em unidades educacionais localizadas nos distritos de Vila Maria/ Guilherme e Medeiros. A DOT-P da DRE –Jaçanã/ Tremembé constituiu em seu PPP “Diálogos Culturais no Territórios”, instrumentos que visam a ampliação e articulação com outros equipamentos públicos e privados dos territórios, propiciando um maior diálogo com a realidade local e com os currículos. Nas salas de aula e nos corredores das escolas, grande parte destes alunos trazem o espanhol como língua materna o que, de certa forma, influencia na produção oral e escrita do português brasileiro. Este curso, iniciativa inédita na Rede Municipal de Ensino, é uma experiência-piloto e visamos, sobretudo, oferecer aos docentes, gestores e quadro operacional das unidades escolares um conhecimento básico do funcionamento da língua espanhola, instrumentalizando-os para as atividades comunicativas exercidas no contexto escolar.

II - Objetivos: - Apresentar aos docentes, gestores e quadro operacional das unidades escolares conhecimentos de aspectos básicos do funcionamento da língua espanhola, através de situações que ocorrem no ambiente escolar. - Apresentar informações referentes ao processo migratório dos povos hispanofalantes ao Brasil, localizando alguns elementos culturais e a aderência da Língua Portuguesa em suas funções comunicativas. - Refletir sobre o contexto e diversidades linguísticas que podem interagir nas salas de aulas em que se encontram alunos imigrantes ou filhos de imigrantes, de modo a combater a xenofobia e o preconceito no contexto da escola.

III - Conteúdo: Apresentação do curso. Migrações em São Paulo: contextualização histórica e dados da presença de alunos imigrantes na DRE Jaçanã/Tremembé. Aspectos sobre o funcionamento da língua espanhola: vocabulário básico, alfabeto, numerais, sintaxe básica, conjugação verbal no presente, pretérito e futuro, ortografia, relações morfografêmicas, falsos cognatos, comparação com o português brasileiro; processo de imigração e o contato de línguas; aspectos básicos de sociolinguística; o preconceito linguístico; a diversidade linguística; aspectos da produção escrita dos alunos imigrantes.

IV - Metodologia: Aulas expositivas, apresentação de filmes, atividades de compreensão auditiva, produção oral e escrita, grupos de trabalho, debates e discussões em relação ao tema.

V - Público Alvo: Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I, Professor de Ensino Fundamental II e Médio, Coordenador Pedagógico, Diretor de Escola, Assistente de Diretor de Escola, Auxiliar Técnico de Educação, Agente Escolar, Secretário de Escola, Supervisor Escolar, Assistente Técnico de Educação l.

VI - Carga Horária Total: 12 horas distribuídas em 6 (seis) encontros de duas horas.

VII - Cronograma: Datas:
Aula 01: 01/12 (terça-feira) - Apresentação do curso. Migrações em São Paulo: contextualização histórica e dados da presença de alunos imigrantes na DRE Jaçanã/Tremembé.
Aula 02: 02/12 (quarta-feira) - processo de imigração e o contato de línguas;
Aula 03: 03/12(quinta-feira) - Aspectos sobre o funcionamento da língua espanhola: vocabulário básico, alfabeto, numerais, sintaxe básica.
Aula 04: 07/12(segunda-feira) - Aspectos sobre o funcionamento da língua espanhola: conjugação verbal no presente, pretérito e futuro, ortografia, relações morfografêmicas, falsos cognatos, comparação com o português brasileiro;
Aula 05: 08/12 (terça-feira) - aspectos básicos de Sociolinguística. Conceito de preconceito linguístico;
Aula 06: 09/12 (quarta-feira) - aspectos da produção escrita e oral dos alunos imigrantes.
Horário: das 12h00 as 14h00.

VIII - Total de Vagas: 50 (cinquenta vagas) destinadas aos profissionais que atuam na EMEF Almirante Tamandaré, EMEF Dom Pedro I e EMEF João Domingues Sampaio. Havendo vagas remanescentes, as mesmas serão destinadas aos servidores que atuam nas unidades escolares localizadas no distrito da Vila Maria.

IX - Regentes: Renie Furtado RF 734.186.5 e Roxana Flores Condori RNE V772.334T.

X - Local: Biblioteca Alvares de Azevedo, Praça Joaquim José da Nova, S/N - Vila Maria, São Paulo.

XI- Certificação: Farão jus ao Certificado os participantes que obtiverem 80% de frequência e que participarem das atividades propostas durante as aulas.

XII - Inscrições: Os interessados em inscrever-se no curso deverão preencher o formulário com os seguintes dados: Nome completo; RF; Vínculo; RG; CPF; Padrão; Cargo e função; Unidade de exercício e Unidade de lotação, a partir da data de publicação até se esgotarem as vagas, através do link http://goo.gl/forms/JUl81eHMeY   


XIII- Área promotora: SME/DOT/Núcleo de Educação Étnico-racial em parceria com a Diretoria Regional de Educação - Jaçanã/Tremembé. 

CURSO “Somos Todos Migrantes: educação e migrações na cidade de São Paulo”

DIÁRIO OFICIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO – CIDADE - 28/11/2015 – PÁGINA 43
COMUNICADO Nº 1.627, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2015.

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais, conforme o que lhe representou a Diretora da Diretoria de Orientação Técnica, por meio do Núcleo de Educação Étnico-racial Comunica a realização do CURSO “Somos Todos Migrantes: educação e migrações na cidade de São Paulo” , conforme especificações a seguir:

I - Justificativa: A cidade de São Paulo tem recebido, nas últimas décadas, alunos das mais diversas origens nacionais, o que torna imperativo ações de formação continuada que possibilitem a reflexão sobre práticas pedagógicas de valorização da diversidade. A II Mostra Cultural “Dezembro Imigrante/2015” que tem como tema “Educação e Imigração na cidade de São Paulo: garantindo os direitos de aprendizagem a partir de uma prática pedagógica antirracista, antixenofóbica e intercultural” é uma ação formativa destinada a discutir a presença imigrante nas unidades educacionais, propiciando o diálogo entre a escola e as demandas da sociedade. O curso “Compreendendo os processos migratórios em São Paulo: estratégias para uma Educação antixenofóbica” alinha-se a um conjunto de ações sociais e educativas, que visa alterar e combater práticas de intolerância e xenofobia. Busca-se através da compreensão dos processos migratórios contemporâneos, de seus fluxos e políticas ao longo da história, compreender culturas diferenciadas e promover aproximações e trocas, para inserção social e fortalecimento da cidadania da população migrante. Neste sentido, a formação dos profissionais de educação da RMESP nesta temática é uma etapa importante para a construção de espaços e práticas pedagógicas que respeitem a diversidade, em busca de estabelecer uma convivência mais harmoniosa e respeitosa em relação aos imigrantes.

II - Objetivos: O principal objetivo dessa proposta é desenvolver ações que busquem promover processos de ensino e aprendizagem ativos, criativos e participativos, que tenham como essência e fundamento a educação para uma convivência harmoniosa e respeitosa na diversidade, criando um ambiente de trocas, bem como a implementação de uma cultura da paz, solidariedade e de respeito à dignidade humana e que essa permita aos atores sociais adotarem atitudes transformadoras, diminuindo a distância entre o discurso e a prática no que concerne a ela no cotidiano da comunidade escolar e na sociedade no que se refere ao tratamento e inclusão das migrações contemporâneas.

III - Conteúdo: Conceitos de migração e refúgio; Migrações no Mundo, Brasil e São Paulo: História e Atualidade. Legislação e Marcos; Educação e Interculturalidade; A presença dos Imigrantes latino-americanos e africanos em São Paulo e nas unidades escolares da Rede Municipal de Ensino.

IV - Metodologia: Aulas expositivas, apresentação de filmes, atividades de compreensão conceitual, reflexão e análise de situações-problema envolvendo o público imigrante.

V - Público Alvo: Supervisor escolar, Diretor de escola, Assistente de Diretor de Escola, Assistente Técnico de Educação I, Coordenador pedagógico, Auxiliar Técnico de Educação, Agente Escolar, Professor de Educação Infantil, Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I, Professor de Ensino Fundamental II e Médio, Gestor de CEU, Coordenador de Ação Educacional, Coordenador de Ação Cultural, Coordenador de Esportes e Lazer, Coordenador de Projetos.

VI - Carga Horária Total: 12 horas distribuídas em 04 (quatro) encontros de três horas.

VII - Cronograma: Datas:
Aula 01: 02/12 (quarta-feira) - Apresentação do curso.; Características da migração boliviana em São Paulo. Direitos políticos e deslocamentos migratórios.
Aula 02: 03/12 (quinta-feira) - Conceitos básicos: migrantes e refugiados. Migrações no Mundo, Brasil e São Paulo: a Legislação e Marcos conceituais. Compreendendo a cultura latinoamericana através das produções materiais.
Aula 03: 09/12 (quarta-feira) - Migração, Educação e Interculturalidade: estudos de caso referentes ao acesso e permanência de alunas/os imigrantes na escola.
Aula 04: 16/12 (quarta-feira) – Análise das produções culturais dos imigrantes latino-americanos em São Paulo e possibilidades pedagógicas do uso dos recursos audio-visuais. Horário: das 19h00 as 22h00.

VIII - Total de Vagas: 200 (duzentas vagas) destinadas aos profissionais que atuem nas unidades educacionais jurisdicionadas na DRE Santo Amaro. Havendo vagas remanescentes, elas serão destinadas a servidores que atuem nas demais Diretorias Regionais de Educação.

IX - Regentes: Clayton Soares de Abreu, Bianca Carolina Pereira da Silva, Heitor Antonio Paladim Junior, Cristiane Santana Silva.

X - Local: CEU Lajeado. Rua Manuel da Mota Coutinho, 293 - Lajeado, São Paulo - SP

XI- Certificação: Farão jus ao Certificado os participantes que obtiverem de 100% e que participarem das atividades propostas durante as aulas.

XII - Inscrições (local, horário, documentos necessários): Os interessados em inscrever-se no curso deverão preencher o formulário com os seguintes dados: Nome completo; RF; Vínculo; RG; CPF; Padrão; Cargo e função; Unidade de exercício e Unidade de lotação, a partir da data de publicação até se esgotarem as vagas, através do link https://goo.gl/6ykh2E

XIII- Área promotora: SME/DOT/Núcleo de Educação Étnico-racial em parceria com a Diretoria Regional de Educação - Guaianases. 

CURSO “Compreendendo os processos migratórios em São Paulo

Recebi por e-mail... Inscrição à partir das 14hs do dia 01/12   http://bit.ly/1MRw3YU


DIÁRIO OFICIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO – CIDADE - 28/11/2015 – PÁGINA 43
COMUNICADO Nº 1.628, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2015.

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais, conforme o que lhe representou o(a) Diretor(a) da Diretoria de Orientação Técnica, por meio do Núcleo de Educação Étnico-racial, Comunica a realização do CURSO “Compreendendo os processos migratórios em São Paulo: estratégias para uma Educação antixenofóbica” , conforme especificações a seguir:

I - Justificativa: A cidade de São Paulo tem recebido, nas últimas décadas, alunos das mais diversas origens nacionais, o que torna imperativo ações de formação continuada que possibilitem a reflexão sobre práticas pedagógicas de valorização da diversidade. A II Mostra Cultural “Dezembro Imigrante/2015” que tem como tema “Educação e Imigração na cidade de São Paulo: garantindo os direitos de aprendizagem a partir de uma prática pedagógica antirracista, antixenofóbica e intercultural” é uma ação formativa destinada a discutir a presença imigrante nas unidades educacionais, propiciando o diálogo entre a escola e as demandas da sociedade. O curso “Compreendendo os processos migratórios em São Paulo: estratégias para uma Educação antixenofóbica” alinha-se a um conjunto de ações sociais e educativas, que visa alterar e combater práticas de intolerância e xenofobia. Busca-se através da compreensão dos processos migratórios contemporâneos, de seus fluxos e políticas ao longo da história, compreender culturas diferenciadas e promover aproximações e trocas, para inserção social e fortalecimento da cidadania da população migrante. Neste sentido, a formação dos profissionais de educação da RMESP nesta temática é uma etapa importante para a construção de espaços e práticas pedagógicas que respeitem a diversidade, em busca de estabelecer uma convivência mais harmoniosa e respeitosa em relação aos imigrantes.

II - Objetivos: - Propiciar formação continuada aos docentes, gestores e demais profissionais da Educação, instrumentalizando-os para a compreensão do contexto das migrações contemporâneas na cidade de São Paulo, o que propiciará, no interior da unidade educacional, ações pedagógicas voltadas para o combate da xenofobia e das demais formas de preconceito e discriminação. - Refletir sobre os processos de ensino e aprendizagem que tenham como essência e fundamento a educação para uma convivência harmônica e respeitosa na diversidade; - Discutir abordagens de educação intercultural, pautadas na cultura da paz, solidariedade e respeito à dignidade humana, que forme cidadãos aptos a adotarem atitudes transformadoras e de efetiva integração da comunidade migrante no espaço escolar e, consequentemente, na sociedade.

III - Conteúdo: Conceitos de migração e refúgio; Migrações no Mundo, Brasil e São Paulo: História e Atualidade. Legislação e Marcos; Educação e Interculturalidade; A presença dos Imigrantes latino-americanos e africanos em São Paulo e nas unidades escolares da Rede Municipal de Ensino.

IV - Metodologia: Aulas expositivas, apresentação de filmes, atividades de compreensão conceitual, reflexão e análise de situações-problema envolvendo o público imigrante.

V - Público Alvo: Supervisor escolar, Diretor de escola, Assistente de Diretor de Escola, Assistente Técnico de Educação I, Coordenador pedagógico, Auxiliar Técnico de Educação, Professor de Educação Infantil, Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I, Professor de Ensino Fundamental II e Médio, Gestor de Centro Educacional Unificado, Coordenador de Ação Educacional, Coordenador de Ação Cultural, Coordenador de Esportes e Lazer, Coordenador de Projetos.

VI - Carga Horária Total: 12 horas distribuídas em 3 (três) encontros de quatro horas.

VII - Cronograma: Datas:
Aula 01: 02/12 (quarta-feira) - Apresentação do curso. Características da migração latino-americana e africana em São Paulo. Migração Haitiana - Do vanguardismo revolucionário à um povo sem lugar.Direitos políticos e deslocamentos migratórios.
Aula 02: 03/12 (quinta-feira) - As epistemologias e a produção do pensamento social: a questão da identidade latinoamericana no Brasil. São Paulo: a Legislação e Marcos conceituais. Conceitos básicos: migrantes e refugiados. Migrações no Mundo, Brasil e São Paulo: o conceito de pessoas em movimento. Horário: das 19h00 as 22h00.

VIII - Total de Vagas: 200 (duzentas vagas) destinadas aos profissionais que atuam na nas unidades educacionais jurisdicionadas na DRE Campo Limpo. Havendo vagas remanescentes, as mesmas poderão ser destinadas a servidores que atuam nas demais Diretorias Regionais de Educação.

IX - Regentes:. Fabiana Bezerra Nogueira RF 780.681.7, Profª Dra. Vivian Grace D’avila Urquidi, Prof. Dr. Sandro da Silveira Vieira, Profª Dra. Angela Meirelles.

X - Local: CEU Lajeado. Rua Manuel da Mota Coutinho, 293 - Lajeado, São Paulo - SP

XI- Certificação: Farão jus ao Certificado os participantes que obtiverem 100% de frequência e que participarem das atividades propostas durante as aulas.

XII - Inscrições: Os interessados em inscrever-se no curso deverão preencher o formulário com os seguintes dados: Nome completo; RF; Vínculo; RG; CPF; Padrão; Cargo e função; Unidade de exercício e Unidade de lotação, a partir da data de publicação até se esgotarem as vagas, através do link http://bit.ly/1MRw3YU  


XIII- Área promotora: SME/DOT/Núcleo de Educação Étnico-racial em parceria com a Diretoria Regional de Educação - Campo Limpo.

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

CURSO “Somos Todos Migrantes: educação e migrações na cidade de São Paulo”

DIÁRIO OFICIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO – CIDADE - 27/11/2015 – PÁGINA 49
COMUNICADO Nº 1.617 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2015

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais, conforme o que lhe representou o(a) Diretor(a) SME/DOT/Núcleo de Educação Étnico-racial Comunica a realização do CURSO “Somos Todos Migrantes: educação e migrações na cidade de São Paulo” , conforme especificações a seguir:

I - Justificativa: A cidade de São Paulo tem recebido, nas últimas décadas, de alunos das mais diversas origens nacionais, o que demanda ações de formação continuada que possibilitem a reflexão sobre práticas pedagógicas de valorização da diversidade. A II Mostra Cultural “Dezembro Imigrante/2015” que tem como tema “Educação e Imigração na cidade de São Paulo: garantindo os direitos de aprendizagem a partir de uma prática pedagógica antirracista, antixenofóbica e Intercultural” é uma ação formativa destinada a discutir a presença imigrante nas unidades educacionais, propiciando o diálogo entre a escola e as demandas da sociedade. O curso visa compreender os processos migratórios em São Paulo e construir estratégias para uma Educação antixenofóbica, o que se adequa a uma realidade premente que necessita ser encarada de frente e combatida, através de políticas afirmativas, de ações sociais e da educação: a intolerância e xenofobia. Busca-se através da compreensão dos processos migratórios contemporâneas, de seus fluxos e políticas ao longo da história, compreender culturas diferenciadas e promover aproximações e trocas nos processos contemporâneos, para inserção social e fortalecimento da cidadania. Esse é ambiente que se busca construir, para que não haja cisões ou aumento de processos discriminatórios e a formação dos profissionais de educação da RMESP nesta temática é uma etapa importante para a construção de espaços e práticas pedagógicas que respeitem a diversidade, em busca de estabelecer uma convivência mais harmoniosa e respeitosa em relação aos imigrantes

II - Objetivos: - Propiciar formação continuada aos docentes, gestores e demais profissionais da Rede Municipal de Ensino de São Paulo, no que tange as correntes migratórias contemporâneas, discutindo questões relacionadas ao acesso à Educação, direitos sociais garantidos pela legislação e o modo como se dá a inserção dos imigrantes no contexto social paulistano. - Refletir sobre a migração e os direitos humanos, tendo como base os referenciais conceituais e legislativos sobre a temática. - Apresentar a diversidade que pode ser constatada nas correntes migratórias contemporânea, e as características das culturas latino-americanas nesse contexto.

III - Conteúdo: Conceitos de migração e refugio; Migrações no Mundo, Brasil e São Paulo: História e Atualidade. Legislação e Marcos; Educação e Interculturalidade; A presença dos Imigrantes bolivianos em São Paulo e nas unidades escolares da Rede Municipal de Ensino.

IV - Metodologia: Aulas expositivas, apresentação de filmes, atividades de compreensão conceitual. Reflexão e análise de situações-problema envolvendo o público imigrante.

V - Público Alvo: Professor de Educação Infantil, Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I, Professor de Ensino Fundamental II e Médio, Coordenador Pedagógico, Diretor de Escola, Assistente de Diretor de Escola, Assistente Técnico de Educação, Auxiliar Técnico de Educação, Agente Escolar, Secretário de Escola, Supervisor Escolar, Assistente Técnico de Educação.

VI - Carga Horária Total: 12 horas distribuídas em 3 (três) encontros de quatro horas.

VII - Cronograma: Datas:
Aula 01: 30/11 (segunda-feira) - Apresentação do curso.; Características da migração boliviana em São Paulo. Direitos políticos e deslocamentos migratórios.
Aula 02: 02/12 (quarta-feira) - Conceitos básicos: migrantes e refugiados. Migrações no Mundo, Brasil e São Paulo: a Legislação e Marcos conceituais. Compreendendo a cultura latinoamericana através das produções materiais.
Aula 03: 03/12 (quinta-feira) - Migração, Educação e Interculturalidade: estudos de caso referentes ao acesso e permanência de alunas/os imigrantes na escola. Horário: das 18h30 as 22h30.

VIII - Total de Vagas: 200 (duzentas vagas) destinadas aos profissionais que atuam na nas unidades educacionais jurisdicionadas na DRE Santo Amaro. Havendo vagas remanescentes, as mesmas poderão ser destinadas a servidores que atuam nas demais Diretorias Regionais de Educação.

IX - Regentes:. Profª Dra Marcele Garcia Guerra, Prof. Mestre Wilbert Villca Lopez, Profª. Dra. Ângela Meireles, Alex Sandro Alves de Barros.

X - Local: CEU Caminho do Mar. Avenida Engenheiro Armando de Arruda Pereira, 5241 - Vila do Encontro, São Paulo - SP

XI- Certificação: Farão jus ao Certificado os participantes que obtiverem de 100% e que participarem das atividades propostas durante as aulas.

XII - Inscrições (local, horário, documentos necessários): Os interessados em inscrever-se no curso deverão preencher o formulário com os seguintes dados: Nome completo; RF; Vínculo; RG; CPF; Padrão; Cargo e função; Unidade de exercício e Unidade de lotação, a partir da data de publicação até se esgotarem as vagas, através do link http://goo.gl/forms/JUl81eHMeY   


XIII- Área promotora: SME/DOT/Núcleo de Educação Étnico-racial em parceria com a Diretoria Regional de Educação de Santo Amaro.

CURSO “Compreendendo os processos migratórios em São Paulo: estratégias para uma Educação antixenofóbica”

DIÁRIO OFICIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO – CIDADE - 27/11/2015 – PÁGINA 50
COMUNICADO Nº 1.618, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2015

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais, conforme o que lhe representou o(a) Diretor(a) SME/DOT/Núcleo de Educação Étnico-racial Comunica a realização do CURSO “Compreendendo os processos migratórios em São Paulo: estratégias para uma Educação antixenofóbica”, conforme especificações a seguir:

I - Justificativa: A cidade de São Paulo tem recebido, nas últimas décadas, de alunos das mais diversas origens nacionais, o que demanda ações de formação continuada que possibilitem a reflexão sobre práticas pedagógicas de valorização da diversidade. A II Mostra Cultural “Dezembro Imigrante/2015” que tem como tema “Educação e Imigração na cidade de São Paulo: garantindo os direitos de aprendizagem a partir de uma prática pedagógica antirracista, antixenofóbica e Intercultural” é uma ação formativa destinada a discutir a presença imigrante nas unidades educacionais, propiciando o diálogo entre a escola e as demandas da sociedade. O curso “Compreendendo os processos migratórios em São Paulo: estratégias para uma Educação antixenofóbica” se adequa a uma realidade premente que necessita ser encarada de frente e combatida, através de políticas afirmativas, de ações sociais e da educação: a intolerância e xenofobia. Busca-se através da compreensão dos processos migratórios contemporâneas, de seus fluxos e políticas ao longo da história, compreender culturas diferenciadas e promover aproximações e trocas nos processos contemporâneos, para inserção social e fortalecimento da cidadania. Esse é ambiente que se busca construir, para que não haja cisões ou aumento de processos discriminatórios e a formação dos profissionais de educação da RMESP nesta temática é uma etapa importante para a construção de espaços e práticas pedagógicas que respeitem a diversidade, em busca de estabelecer uma convivência mais harmoniosa e respeitosa em relação aos imigrantes

II - Objetivos: - Propiciar formação continuada aos docentes, gestores e demais profissionais da Educação, instrumentalizando-os para a compreensão do contexto das migrações contemporâneas na cidade de São Paulo, o que propiciará, no interior da unidade educacional, ações pedagógicas voltadas para o combate da xenofobia e demais formas de preconceito e discriminação. - Refletir sobre os processos de ensino e aprendizagem que tenham como essência e fundamento a educação para uma convivência harmonia e respeitosa na diversidade; - Discutir abordagens de educação intercultural, pautadas na cultura da paz, solidariedade e respeito à dignidade humana, que forme cidadãos aptos a adotarem atitudes transformadoras, diminuindo a distância entre o discurso e a prática no que concerne a ela no cotidiano da comunidade escolar e na sociedade no que se refere ao tratamento e inclusão das migrações contemporâneas.

III - Conteúdo: Conceitos de migração e refúgio; Migrações no Mundo, Brasil e São Paulo: História e Atualidade. Legislação e Marcos; Educação e Interculturalidade; A presença dos Imigrantes bolivianos em São Paulo e nas unidades escolares da Rede Municipal de Ensino.

IV - Metodologia: As aulas organizar-se-ão com exposição dialogada dos conteúdos, utilização de recursos audiovisuais, filmes, reflexão e análise de situações-problema envolvendo o público imigrante.

V - Público Alvo: Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I, Professor de Ensino Fundamental II e Médio, Coordenador Pedagógico, Diretor de Escola, Assistente de Diretor de Escola, Auxiliar Técnico de Educação, Agente Escolar, Secretário de Escola, Supervisor Escolar, Assistente Técnico de Educação.

VI - Carga Horária Total: 12 horas distribuídas em 3 (três) encontros de quatro horas.

VII - Cronograma: Datas:
Aula 01: 30/11 (segunda-feira) – Apresentação do curso. Conceitos básicos: migrantes e refugiados; Migrações no Mundo, Brasil e São Paulo: História e Atualidade/Legislação e Marcos; Características da migração boliviana em São Paulo. Direitos políticos e deslocamentos migratórios.
Aula 02: 01/12 (terça-feira) - Quebrando Mitos sobre Migração. Migração, Educação e Interculturalidade.
Aula 03: 02/12: (quarta-feira) - Migração, Educação e Interculturalidade: estudos de caso referentes ao acesso e permanência de alunas/os imigrantes na escola. Horário: das 18h30 as 22h30.

VIII - Total de Vagas: 150 (cento e cinquenta vagas) destinadas aos profissionais que atuam na nas unidades educacionais jurisdicionadas na DRE São Miguel. Havendo vagas remanescentes, as mesmas poderão ser destinadas a servidores que atuam nas demais Diretorias Regionais de Educação.

IX - Regentes: Profª Dra. Adriana Cecília Gianvecchio Santos, Profª Dra. Marcele Garcia Guerra, Prof. Dr. Heitor Antonio Paladim Junior, Prof. Cleber Ferreira dos Santos.

X - Local:: Auditório da DRE São Miguel - Avenida Nordestina, 747, 3º andar - Vila Americana.

XI- Certificação: Farão jus ao Certificado os participantes que obtiverem de 100% de frequência e que participarem das atividades propostas durante as aulas.

XII - Inscrições (local, horário, documentos necessários): Os interessados em inscrever-se no curso deverão preencher o formulário com os seguintes dados: Nome completo; RF; Vínculo; RG; CPF; Padrão; Cargo e função; Unidade de exercício e Unidade de lotação, a partir da data de publicação até se esgotarem as vagas, através do link http://goo.gl/forms/NLuWwSnHY9  .

XIII- Área promotora: SME/DOT/Núcleo de Educação Étnico-racial em parceria com a Diretoria Regional de Educação de São Miguel.

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

curso diálogos e perspectivas sobre a educação etnicorracial no brasil

DIÁRIO OFICIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO – CIDADE - 20/11/2015 – PÁGINA 48
COMUNICADO Nº 74, DE 16/11/2015.

O Diretor Regional de Educação, no uso de suas atribuições legais, comunica a realização do curso diálogos e perspectivas sobre a educação etnicorracial no brasil proposta de validação n° 503/2015, conforme especificações a seguir:

I - justificativa: atualmente no brasil, vivemos em um contexto de proposições e implementações de políticas de ação afirmativa, relacionadas à educação dos afrodescendentes e indígenas, grupos que historicamente enfrentaram obstáculos no processo de conquista da sua cidadania. Medidas efetivas estão sendo desenvolvidas no âmbito educacional na tentativa de superar a situação de vivência hierarquizada das relações étnico-raciais. Nesse sentido, a presente oficina tem como objetivo precípuo apontar as possibilidades de intervenção bem com os caminhos possíveis de serem trilhados a partir do tencionamento provocado pela lei federal 10.639/2003 que determina a obrigatoriedade do ensino de história e cultura afro-brasileira e africana, na educação básica.

II - objetivos: - propor um debate crítico sobre a questão da raça, etnia e a cor como um construto social forte, bem como a contribuição da educação no fortalecimento desse construto. - refletir sobre a efetivação da lei 10.639/03 nas escolas. - indicar alguns aspectos de como operacionalizar a lei 10639/2003. - discutir caminhos e possibilidades de operacionalizar a lei das africanidades, fazendo do curso um espaço colaborativo, que favoreça o intercâmbio de ideias e o relato de práticas vivenciadas no espaço escolar.

III - conteúdo: - lei 10.639/03, como forma de promover a igualdade racial na sala de aula. - o continente africano na sala de aula. - corporeidade e identidade negra - ciência e cientista africanos. - jogos e brincadeiras de matriz africana - cultura e religiosidade africana e afro-brasileira

IV - metodologia: - apresentações expositivas, debates, discussões e reflexões dos temas propostos.

V - público alvo: professor de educação infantil, professor de educação infantil e ensino fundamental I, professor de ensino fundamental II e médio, diretor de escola, coordenador pedagógico, auxiliar técnico de educação e supervisor escolar.

VI - carga horária total: 12 horas

VII - cronograma: - 24/11 - 25/11 – 26/11/2015 horário: 18h30 as 22h30.

Local: CEU cantos do amanhecer av. Cantos do amanhecer, s/n - jardim Eledy, São Paulo - SP.

VIII - total de vagas:180 vagas por turma quantidade de turmas: 1

IX - Regentes: José Evaristo Silvério, Carlos Eduardo Dias Machado, Tatiane de Souza Silvério, Fabiano Maranhão, Karina Teixeira Marcelino, Flávio Nunes e Carolina de Paula Teles Duarte.

X- Certificação: frequência 100% - conceito "s"

XI – inscrições: a partir do dia 16/11/2015 as 14h00 até o término das vagas pelo link: http://bit.ly/1qew4j8  


XII- área promotora: Diretoria Regional de Educação de Campo Limpo

SEMINÁRIO: 80 ANOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL PAULISTANA

DIÁRIO OFICIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO – CIDADE - 20/11/2015 – PÁGINA 49
COMUNICADO Nº 74 , 18/11/2015

O Diretor Regional de Educação, no uso de suas atribuições legais, Comunica a realização do SEMINÁRIO: 80 ANOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL PAULISTANA - DRE PENHA, conforme especificações a seguir:

I - Justificativa: Em 2015, a Educação Infantil Paulistana celebra 80 anos de existência. Uma rica história construída por muitos atores: bebês, crianças, suas família, educadoreas e educadores e movimentos organizados da sociedade civil. Essa história perpassa vários momentos políticos e diversas concepções de educação infantil e criança. Tendo como grande desafio transformar o olhar e a escuta da Educação Infantil Paulistana na perspectiva da compreensão da infância como possibilidade de apropriação, transformação e produção das culturas infantis, o seminário proóe, como uma das ações regionais, a reflexão sobre as possibilidades dessas transformaçãos e escutas.

II - Objetivos: - Oferecer a oportunidade de conhecer e reconhecer os avanços da Educação Infantil para inspiração de novas propostas dentro de cada Unidade Escolar da Educação Infantil.

III - Conteúdo: Palestra “Trajetória da Educação Infantil Paulistana”; Exibição do filme "Tarja Branca", seguida de roda de conversa com mediação de educadora do Instituto Alana; Exibição do filme "Territórios do Brincar", seguida de roda de conversa;

IV - Metodologia: Presencial, dialógica e participativa.

V - Público Alvo: Assist. de Diretor de Escola, Aux. Técnico de Educação, Diretor de Escola, Prof. de Educação Infantil, Prof. Ed. Infantil e Ens. Fund. I, Supervisor Escolar

VI - Carga Horária Total: 9 horas 

VII - Cronograma: 23/11/15, 24/11/15 e 25/11/15 - das 19h30 às 22h30 Local: EMEI Presidente Dutra - Rua Santo Elias, 146 - Tatuapé - São Paulo - SP.

VIII - Total de Vagas:300

IX - Regentes: Marcia Regina Jorge - RF 671.660.1; Miriam Mançano R.F. 675.723.5; Sandra Aparecida Melro Salim RF 621.917.9

X- Certificação: Farão jus a certificação os participantes que obtiverem 100% de presença

XI - Inscrições: Os interessados deverão se inscrever, de 18/11/15 a 21/11/15, através do link: http://goo.gl/forms/fySKQgzVRL   


XII- Área promotora: DOT P DRE PENHA

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Seminário e Mostra de Tecnologia para Aprendizagem

DIÁRIO OFICIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO – CIDADE - 19/11/2015 – PÁGINA 28
COMUNICADO Nº1.593 ,DE 18 DE NOVEMBRO DE 2015

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais, conforme o que lhe representou a Diretora de Orientação Técnica COMUNICA a realização do evento Seminário e Mostra de Tecnologia para Aprendizagem - Ação Promovendo a Reflexão, conforme especificações a seguir:

I - JUSTIFICATIVA: As tecnologias digitais ou convencionais, integradas ao processo de informação e comunicação, de forma contextualizada na vida e experiência dos alunos, têm sido à base do trabalho nos laboratórios de informática educativa da rede municipal de ensino de São Paulo. Pensando em formas de a tecnologia agregar valor ao trabalho do professor, na melhoria dos processos de aprendizagem e construção do conhecimento, na utilização do potencial da internet, para além dos sites de busca e redes sociais, num movimento que realmente rompa as fronteiras das escolas, e aproxime da aprendizagem personalizada, a proposta da informática educativa tende a se modificar e ampliar para além do trabalho de computadores em rede. Como uma primeira ação para iniciar um programa que pretende ser abrangente, mas aconteça de forma gradativa e formativa, a SME Divisão de Orientação Técnica – Núcleo de Informática Educativa irá desenvolver uma grande ação: Seminário e Mostra de Tecnologias para Aprendizagem - ação promovendo a reflexão, que acontecerá nos dias 25 e 26 de novembro no pavilhão Ciccillo Matarazzo, sede da Fundação Bienal de São Paulo, localizado dentro do Parque do Ibirapuera, e contará com a participação de cerca de 2.000 alunos, professores e gestores que atuam nas unidades de ensino fundamental e médio municipal.

II - OBJETIVOS: Publicizar as práticas desenvolvidas pelos professores com o uso da tecnologia, tendo como ponto de partida o protagonismo do aluno e o desenvolvimento de sua postura investigativa, além de promover a interdisciplinaridade através do trabalho com projetos.

III - CONTEÚDO: O “Seminário e Mostra de Tecnologias Para Aprendizagem – Ação Promovendo A Reflexão E JAMS de Robótica” objetiva promover um debate reflexivo e também divulgar as práticas educativas presentes nas Escolas de Ensino Fundamental - EMEFS, Escolas de Ensino Fundamental e Médio - EMEFMs, Escolas Municipais de Educação Bilíngue para Surdos - EMEBSs e Centros Integrados de Educação de Jovens e Adultos - CIEJAS dando visibilidade ao trabalho dos atores que constroem cotidianamente a história. terá, portanto, como fio condutor a apresentação de práticas educativas desenvolvidas nas EMEFs, EMEFMs, EMEBSs e CIEJAs.

IV - METODOLOGIA: Mesas de debate e vivências em grupo.

V - PÚBLICO ALVO: Coord. Pedagógico, Prof. Ed. Infantil e Ens. Fund. I, Prof. E.F. II e Médio, na seguinte conformidade: 01 (um) Coordenador Pedagógico por EMEF/EMEFM/EMEBS, 01 (um) Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I ou Professor de Ensino Fundamental II e Médio por EMEF/ EMEFM/EMEBS, Professor Orientador de Informática Educativa das EMEIS/EMEFS/EMEFMS/EMEBS e Professor do Itinerário Formativo do CIEJA.

VI - CARGA HORÁRIA TOTAL: 08 HORAS

VII - CRONOGRAMA: como o público-alvo será dividido em turma 01 e turma 02, a divisão ficará da seguinte maneira: 
TURMA 01 (25/11): DREs Freguesia/Brasilândia, Ipiranga, Pirituba-Jaraguá, Santo Amaro, São Mateus e São Miguel Paulista; 
TURMA 02 (26/11): DRES Butantã, Campo Limpo, Capela do Socorro, Guaianases, Itaquera, Jaçanã-Tremembé e Penha. I – EIXOS TEMÁTICOS 1. Tecnologias para Aprendizagem – Ação Promovendo a Reflexão. 2. Tecnologias para Aprendizagem na Rede Municipal de São Paulo: perspectivas e possibilidades. 3. Aprendizagem por investigação e registro de processos. 4. Processos Imersivos 
II – PROGRAMAÇÃO 25 de novembro de 2015 

09H AS 10H - Credenciamento AUDITÓRIO: - 

10H ÀS 11H - abertura solene com a participação de autoridades; 

11H ÀS 13H - Conferência “Tecnologias para aprendizagem – ação promovendo a reflexão”. Participantes: Professora Joane Vilela (DOT-SME); Regina Célia Fortuna Broti Gavassa (IE-SME); Professora Doutora Roseli de Deus (USP). 

SALAS DE VIVÊNCIAS: 09H ÀS 13H - vivências simultâneas (robótica livre, gamificação, scratch, educação de jovens e adultos, stop motion, tecnologias para os anos iniciais, práticas de robótica na rede, tecnologia assistiva, sketchup e minecraft). 

13H ÀS 14H: ALMOÇO 

AUDITÓRIO: 14H ÀS 18H - Conferência “Protagonismo e autoria em projetos mediados por tecnologia”. participantes: Professora Mestre Luci Ferraz de Mello (FGV); Professora Doutora Paula Carolei (UNIFESP). 

SALAS DE VIVÊNCIAS: 14H ÀS 18H - Vivências Simultâneas (robótica livre, gamificação, scratch, educação de jovens e adultos, stop motion, tecnologias para os anos iniciais, práticas de robótica na rede, tecnologia assistiva, sketchup e minecraft). 26 de novembro de 2015 08H AS 09H- Credenciamento 

AUDITÓRIO: 09H ÀS 13H - Conferência “Aprendizagem por investigação e registro do processo”. Participantes: Professora Doutora Roseli de Deus (USP) e Professora Mestre Luci Ferraz de Mello (FGV) 

SALAS DE VIVÊNCIAS: 09H ÀS 13H - Vivências simultâneas (robótica livre, gamificação, scratch, tecnologias na educação de jovens e adultos, stop motion, tecnologias para os anos iniciais, aplicativos, jogos analógicos, jogos digitais e pivot). 13H ÀS 14H: 

ALMOÇO AUDITÓRIO: 14H ÀS 18H - Conferência “Processos imersivos e engajamento”. Participantes: Professora Doutora Eliane Schlemmer (UNISINOS) E Professora Doutora Paula Carolei (UNIFESP). 

SALAS DE VIVÊNCIAS: 14H ÀS 18H - Vivências simultâneas (robótica livre, gamificação, scratch, tecnologias na educação de jovens e adultos, stop motion, tecnologias para os anos iniciais, aplicativos, jogos analógicos, jogos digitais e sketchup). 

LOCAL: Pavilhão Ciccillo Matarazzo – Fundação Bienal. Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n, Portão 3 – Ibirapuera

VIII - TOTAL DE VAGAS: 1000 vagas por turma 
          QUANTIDADE DE TURMAS: 2

IX - REGENTES: AGATHA RODRIGUES DA SILVA. RF. 777.515.6 ANDRÉ LUIZ DE SOUZA RASTINI - RF 808.690.7 ANTÔNIO SOARES DA SILVA JUNIOR. RF. 802.071.0 CRISTINA BARROCO MASSEI FERNANDES. RF. 606.213.0 DOUGLAS FERREIRA TOMÉ. RF. 672.016.1 DENISE ROCHA PIZZONI. RF. 770.762.2 EDSON MURAGUTI. RF. 749.090.9 ELISABETE DA SILVA SALLES. RF. 723.745.6 ELISABETE LEITE BEMFEITO GALVÃO - RF 696.371.4 EDWARD DAPOR RODRIGUES. RF. 792.019.9 GISLAINE BATISTA MUNHOZ - RF. 668362-2 HELOISA DE OLIVEIRA RIBEIRO. RF. 775.560.1 ISABELA SILVEIRA MACHADO - RF 772948.1 KELLEY CARVALHO MONTEIRO DE OLIVEIRA. RF. 600.212.9 JANAINA BEZERRA DA SILVA OLIVEIRA. RF. 721.364.01 MARCELO MARTINS. RF. 689.062.8 MONICA VIVEIROS. RF. 648.641.0 PEDRO ROBERTO DA FONSECA SATIRO. RF. 782.747.4 PRISCILA MARIM - RF 779.5912.2 REGINA CELIA FORTUNA BROTI GAVASSA - RF. 668.633-8 RENATA ESTEVES ARDIGUIERI. RF. 745.639.5 SUELLEN CRISTINA DE SOUSA LUZ. RF. 745.639.5 TÂNIA TADEU. RF. 577.152.8 VIVIANE APARECIDA ALVES DO NASCIMENTO. RF. 727.723.7 CÁSSIA DE OLIVEIRA FERNANDEZ. RG. 43.738.013-0 ELIANE SCHLEMMER. RG. 32.325.733.1 LUCI FERRAZ DE MELLO. RG. 13.818.014-3 PAULA CAROLEI. RG. 19.566.477-2 ROSELI DE DEUS LOPES. RG. 15.147.680 SILVIO LUIZ CAETANO - RF 6604790 COMISSÃO ORGANIZADORA: REGINA CELIA FORTUNA BROTI GAVASSA - RF. 668.633-8 GISLAINE BATISTA MUNHOZ - RF. 668362-2 ISABELA SILVEIRA MACHADO - RF 7729481 SILVIO LUIZ CAETANO - RF 6604790

X- DISPENSA DE PONTO: Os participantes terão assegurada a dispensa de ponto nos termos da Portaria SME nº 7.242, de 18/11/2015.

XI- CERTIFICAÇÃO: farão jus a certificação os participantes que obtiverem frequência de 100%.

XII - INSCRIÇÕES: as inscrições deverão ser feitas através do link, respeitando o dia de convocação por dre e os pré- requisitos para inscrição nas vivências. período: 16/11 a 22/11: http://seminariosme2015.com/


XIII- ÁREA PROMOTORA: NÚCLEO DE TECNOLOGIAS PARA APRENDIZAGEM - DOT G