sábado, 28 de novembro de 2015

CURSO “Territórios de Identidade e memória: os museus como espaços de aprendizagem e valorização da diversidade”

DIÁRIO OFICIAL DA CIDADE DE SÃO PAULO – CIDADE - 28/11/2015 – PÁGINA 43
COMUNICADO Nº 1.620, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2015.

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais, conforme o que lhe representou a Diretora de Orientação Técnica Comunica a realização do CURSO “Territórios de Identidade e memória: os museus como espaços de aprendizagem e valorização da diversidade” , conforme especificações a seguir:

I - Justificativa: A cidade de São Paulo tem recebido, nas últimas décadas, alunos das mais diversas origens nacionais, o que demanda ações de formação continuada que possibilitem a reflexão sobre práticas pedagógicas de valorização da diversidade. A II Mostra Cultural “Dezembro Imigrante/2015” que tem como tema “Educação e Imigração na cidade de São Paulo: garantindo os direitos de aprendizagem a partir de uma prática pedagógica antirracista, antixenofóbica e Intercultural” é uma ação formativa destinada a discutir a presença imigrante nas unidades educacionais, propiciando o diálogo entre a escola e as demandas da sociedade. O curso “Territórios de Identidade e memória: os museus como espaços de aprendizagem e valorização da diversidade” tem por propósito instrumentalizar os educadores da Rede Municipal de Ensino sobre as potencialidades do uso dos espaços e acervos culturais presentes na cidade de São Paulo. A utilização desses equipamentos é uma forma democrática de difusão e uma interessante ferramenta de utilização didático-pedagógica. Ainda que não tenhamos uma distribuição equilibrada desses equipamentos, o conhecimento da história e de artefatos (museus, centros culturais, etc.), se torna um meio interessante para a compreensão do outro e de sí, e do que é musealizado, historicizado além de ser territórios de expressão e de linguagens da cultura.

II - Objetivos: - Conhecer, difundir e utilizar os aparelhos públicos – museus- como mediadores de aprendizagens, com vistas a promover uma educação que se paute na valorização das memórias das mais distintas temporalidades e diversidades étnicas e raciais. - Incluir abordagens referentes à Educação Patrimonial nos projetos político-pedagógicos, como fundamento educativo promotor da democratização do acesso à cultura. - Articular conceitualmente a produção cultural vivenciada nos espaços visitados ao contexto migratório contemporâneo, visando a construção de saberes e a imersão em culturas que partilham o espaço urbano paulistano.

III - Conteúdo: A educação como forma de ampliar as ações de interação e de trocas entre culturas e suas manifestações. Os lugares de memória e os chamados equipamentos culturais e seus referentes no espaço urbano. Procedimentos didático-pedagógicos em conteúdos curriculares, para a compreensão da interculturalidade como riqueza e fortalecimento e não como diferença e separação. Apropriação de sistemas de representação e repertórios historicamente construídos viabilizando a utilização dos espaços públicos com propriedade e compreensão de sua formatação e formas de interagir.

IV - Metodologia: Aulas expositivas, visitas monitoradas a espaços culturais, atividades de compreensão conceitual, reflexão e análise dos espaços vivenciados.

V - Público Alvo: Professor de Educação Infantil, Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I, Professor de Ensino Fundamental II e Médio, Coordenador Pedagógico, Diretor de Escola, Assistente de Diretor de Escola, Assistente Técnico de Educação l, Auxiliar Técnico de Educação, Agente Escolar, Secretário de Escola, Supervisor Escolar.

VI - Carga Horária Total: 12 horas distribuídas em 3 (três) encontros de quatro horas.

VII - Cronograma: Horário: 18h30 às 22h30 Datas:
Aula 01: 10/12 (quinta-feira) - Apresentação e discussão do conceito de interculturalidade, compreendido como riqueza e fortalecimento.
Aula 02: 11/12 (sexta-feira) - Visita Monitorada ao Museu da Imigração. Discussão sobre as correntes migratórias históricas e os espaços de memória.
Aula 03: 12/12 (sábado) - Visita Monitorada ao Memorial da América Latina (Pavilhão de Criatividade, Salão de Atos, Galeria), percebendo os registros culturais presentes no espaço e a utilização desse como instrumentos de socialização dos imigrante sna atualidade.

VIII - Total de Vagas: 50 (cinquenta vagas) destinadas aos profissionais que atuam na nas unidades educacionais jurisdicionadas na DRE Penha. Havendo vagas remanescentes, as mesmas poderão ser destinadas a servidores que atuam nas demais Diretorias Regionais de Educação.

IX - Regentes:. Profa. Dra. Adriana Cecília Gianvecchio Santos.

X - Local: As aulas acontecerão em espaços distintos, conforme segue:
Primeira aula: 12/10: Auditório da DRE Penha. Endereço: Rua Apucarana, 215 - Tatuapé, São Paulo – SP;  (obs... ACHO QUE DIGITARAM INVERTIDO...)
Segunda aula: 11/12 - Museu da Imigração: R. Visconde de Parnaíba, 1.316 - Mooca, São Paulo - SP;
Terceira aula: 12/12 - Memorial da América Latina. Endereço: Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664 - Barra Funda, São Paulo.

XI- Certificação: Farão jus ao Certificado os participantes que obtiverem 100% de frequência e que participarem das atividades propostas durante as aulas.

XII - Inscrições: Os interessados em inscrever-se no curso deverão preencher o formulário com os seguintes dados: Nome completo; RF; Vínculo; RG; CPF; Padrão; Cargo e função; Unidade de exercício e Unidade de lotação, a partir da data de publicação até se esgotarem as vagas, através do link http://etnicorracial.blogspot.com.br/  .


XIII- Área promotora: SME/DOT/Núcleo de Educação Étnico-racial em parceria com a Diretoria Regional de Educação - Penha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário